O que você precisa saber para escolher um curso ou profissão

Descubra quais passos vocês já cumpriu e quais ainda faltam


O momento de escolha profissional é muito importante. Quando ele chega, é comum nos sentirmos inseguros e cheios de dúvidas. Mas as dúvidas são muito bem-vindas, se você souber o que fazer com elas!

Talvez nunca tenham te dito isso, mas existem formas eficientes de nos prepararmos para a tomada da decisão profissional - e isto dá maior segurança na hora de analisar nossas opções! É justamente para aumentar sua segurança e te ajudar a decidir de um jeito mais maduro e consciente que neste post vamos falar de alguns passos essenciais na pesquisa sobre cursos e profissões


Inclusive, você pode descobrir quais desses passos essenciais você já cumpriu e quais ainda falta cumprir utilizando a nossa Calculadora, sabia?

Quando estamos para escolher um curso ou profissão, logo de início pensamos: 


“No que eu sou bom?”
“O que eu sei fazer?”
“O que eu gosto e o que eu não gosto?”
Qual curso/profissão vai me oferecer um bom campo de trabalho?” 
Qual trabalho vai me trazer mais estabilidade?” 


Estes são pontos interessantes de serem pensados, mas, existem várias outras questões que precisam entrar na roda, e muitas vezes elas nem passam pela nossa cabeça!

Então, vamos ampliar a análise?


undefined



O PRIMEIRO PASSO é pensar sobre quais são os seus
critérios de escolha.

Critérios são aquelas características que nos ajudam a diferenciar uma coisa com a outra, que nos ajudam a selecionar uma opção dentre as outras. São aqueles valores que são importantes para cada um de nós e que levamos em conta na hora de tomar uma decisão. 


Por exemplo, se um dos meus critérios para escolher amigos é que eles não sejam preconceituosos, é muito provável que eu evite me relacionar com pessoas que fazem comentários desagradáveis. Pensando em outra situação, se vou comprar uma roupa para minha mãe e sei que ela adora vermelho, posso me concentrar nas opções de roupas vermelhas. Mas se ela não usa roupas curtas, posso ignorar vestidos ou saias. Ter amigos que não sejam preconceituosos e roupa vermelha que não seja curta são critérios que eu utilizaonessas escolhas citadas!

Na escolha profissional, os critérios são fun-da-men-tais! Devemos pensar neles para aumentar o nosso autoconhecimento e compreender as expectativas que temos em relação ao nosso futuro profissional.

Você pode começar a pensar nos critérios da escolha profissional se perguntando em quais ambientes de trabalho você gostaria de atuar. Gostaria de trabalhar em escolas? Em hospitais? Em grandes empresas ou pequenas empresas? Em bancos? Em academias? Em zoológicos? Bibliotecas? Laboratórios? Você se vê/imagina trabalhando em um ambiente pequeno, agitado, externo, descontraído ou competitivo?

Esses são apenas alguns exemplos de ambientes de trabalho, mas existem uma infinidade deles! A dica mais preciosa aqui é que você pegue papel e lápis e realmente ESCREVA, vá listando qual ou quais ambientes te interessam, onde você se visualiza trabalhando no futuro. 

Outro critério sobre o qual você deve pensar é com o que deseja trabalhar. Gostaria de trabalhar com plantas? Com legislações? Minerais? Dinheiro? Com pessoas? Instrumentos musicais? Arte? Tecnologia? Novamente, liste aqueles temas ou áreas do conhecimento que fazem sentido para você, buscando expandir estes exemplos que sugerimos.

Você deve pensar ainda nas atividades que você gostaria de exercer (não precisa eleger uma profissão, apenas pense em atividades que você gosta ou gostaria de fazer). Por exemplo: "Eu me vejo fazendo atividades calmas, atividades políticas, atividades manuais, atividades intelectuais, atividades em grupo ou individuais?". Para complementar essa reflexão, você também pode pensar em como exercer essa(s) atividade(s), por exemplo: pesquisando, analisando, bordando, cantando, filmando, escrevendo, organizando...

Outro critério que muitas vezes é deixado de lado, mas tem grande importância no momento de escolha é a rotina do trabalho. Você já parou para pensar nisso? Será que você está preso ao modelo  de trabalho das 8h às 18h? Ou você se identifica com horários de trabalhos mais alternativos? Pense e escreva sobre a rotina que você imagina. Para isso, se pergunte: "Eu me vejo trabalhando intensamente, moderadamente, com horário flexível, com horário regular, viajando com frequência pelo trabalho, fazendo home office de vez em quando?".


"Home office" é o mesmo que trabalhar em casa.


undefined

E não podemos deixar de fora da reflexão o que você deseja obter com o seu trabalho, isto é, o que você espera de
retorno! Aqui entra uma série de valores, que podem ser dinheiro, estabilidade financeira e acúmulo de bens, mas não apenas isso! Já pensou em conquistar justiça social fazendo o seu trabalho? Ou quem sabe liberdade? Conhecimento?
A possibilidade de ajudar as pessoas?

Além destes critérios, se você pensa em fazer um curso profissionalizante (mesmo que tenha dúvidas se vai fazer mesmo), é importante refletir sobre quais seriam as características deste curso, pensando principalmente nas condições que você tem no momento para se dedicar a ele. Aqui você poderia se perguntar: 


"Eu tenho disponibilidade para fazer um curso integral – com aulas de manhã e a tarde todos os dias?
 Ou gostaria de um curso noturno para eu poder trabalhar durante o dia? Um curso em faculdade pública ou particular? E qual seria o valor da mensalidade que caberia no meu bolso? Preciso buscar alternativas de auxílios e financiamentos? Quais são as formas de seleção e provas da universidade que tenho interesse? Qual é o tempo de duração do curso? As faculdades que tenho interesse são próximas à minha casa, são na minha cidade? Ou preciso pensar na possibilidade de mudança de cidade/ Estado?"


Quanta coisa para refletir sobre um curso, hein? E todos estes aspectos são muito importantes!

Se você realmente foi pensando em seus critérios e colocando-os no papel, agora você deve ter uma lista de muitas coisas que são importantes para você! Tudo bem se para alguns critérios você escreveu mais e para outros menos. Tudo bem também se teve mais dificuldade para pensar em uns do que em outros. O mais provável é que a sua lista ainda nem esteja completa, pois geralmente precisamos de vários dias para ir percebendo nossos valores e reconhecendo novos critérios


undefined



A vantagem de ir listando todas os elementos importantes para você é que o segundo passo fica muito mais fácil! Mas o que seria o SEGUNDO PASSO?


Identificar quais profissões e carreiras correspondem com o que você deseja para o seu futuro!

Se você já tem em mente algumas opções de curso, por exemplo, este é o momento de analisar de que forma eles atendem aos critérios que você selecionou. Mas caso você ainda não tenha a mínima ideia de qual curso deseja, esta também é uma ótima estratégia para você iniciar a sua busca, tendo sempre 
os seus critérios como parâmetro!


Para identificar se os cursos de seu interesse correspondem aos seus critérios, você precisa fazer alguns questionamentos parecidos com este que Roberto fez:


Roberto pensa em fazer Gastronomia, e alguns dos seus critérios são: realizar atividades agitadas, em ambientes descontraídos, trabalhar com alimentos, podendo exercitar criação e a organização, com rotina com horário flexível. Ele ainda busca reconhecimento profissional e deseja cuidar das pessoas. Alguns dos questionamentos possíveis seriam: será que como gastrônomo Roberto vai conseguir trabalhar em ambientes descontraídos? Será que com esta formação ele irá realizar atividades agitadas? Qual é o horário de trabalho desta área de atuação?  De que forma vai ser possível cuidar das pessoas? 


Agora você pode estar se pensando: "Tudo bem, entendi... Mas como é que eu vou saber de tudo isso? Como Roberto pode descobrir essas coisas?"

O TERCEIRO PASSO, então, é fazer uma boa pesquisa! Isto significa que você precisa buscar por informações reais da carreira que te interessa!


Hoje temos a Internet como uma excelente fonte de informações, mas não se restrinja a ela! Busque conversar com profissionais que estão atuando na área e também com estudantes que estejam tanto no início quanto no fim do curso (de preferência na universidade que você tem em mente).

Busque opiniões variadas!

Fale com profissionais com a mesma formação,

mas que atuam em diferentes áreas,

pois as percepções deles podem ser bem diferentes!


undefined

Outra fonte de informação que amplia bastante o olhar são as próprias grades curriculares dos cursos, as quais podem mudar (e muito!) de uma instituição para a outra. A grade curricular irá te ajudar a conhecer um pouco mais sobre o curso e a alinhar suas expectativas com a realidade.

Ressaltamos que as universidades públicas são, como o próprio nome já diz, públicas, ou seja: você pode entrar, conhecer o campus, procurar informações com as pessoas que frequentam o espaço, adquirindo outras informações que talvez nem tinham se passado pela sua cabeça!

O QUARTO e último PASSO é a avaliar todas as informações que você obteve com as pesquisas e entrevistas.

Você pode até montar um quadro listando os aspectos positivos e os aspectos negativos de cada informação, e assim você terá uma visão mais ampla do curso e da profissão que você tem pesquisado!

Pensando no caso de Roberto, um dos critérios dele é horário flexível e em uma conversa com um profissional da área ele obteve a informação de que, dependendo do estabelecimento em que ele trabalhar, ele terá horários flexíveis, mas sempre terá que estar disponível aos finais de semana! 
Roberto não tinha se atentado para o fato de ter que trabalhar nos finais de semana e isto, para ele, é um aspecto negativo. 


Porém, perceber que as possibilidades de escolhas têm aspectos negativos não quer dizer que Roberto já irá descartar essa profissão! O importante é que agora ele agora reconhece estes aspectos e consegue olhar com mais maturidade para essa possibilidade e, assim, pode escolher estando mais consciente das partes boas e dos desafios da área de atuação


Pode ser ainda que surjam algumas dúvidas na realização deste passos, mas elas podem se transformar em questões para novas pesquisas e investigações, formando uma grande teia de informações úteis para o seu processo de  escolha!

Está muito difícil pensar sobre isso? Calma! A equipe de orientadores profissionais do Instituto Viae está disponível para te ajudar a construir uma reflexão crítica e madura sobre esses passos e muitos outros

Você pode utilizar agora mesmo a Calculadora "Já sei o suficiente para escolher a minha profissão?", bem como contar com os nossos orientadores nos atendimentos online de Orientação Profissional, ou ainda assistir à jornada online "As principais dicas para escolher a sua profissão"!

Ainda não sabe o que é Orientação Profissional? Ah, não se preocupe! Nós explicamos em detalhes neste outro post.


Texto por:

undefined

www.institutoviae.com.br

contato@institutoviae.com.br

+55 11 959 707 333

Nas redes sociais: @institutoviae


Aqui fica o conteúdo do Post...Aceita HTML, portanto você pode montar o conteúdo do jeito que quiser!!!

#htmlPersonalizado#